MAIS BALE TARDE QUE NUNCA

Já foi há tempos, mas houve um simpósio mundial de urban sketchers no meu querido e saudoso Porto a que eu não podia faltar! Meti mini-férias e rumei por aí acima para desenhar as ruas, praças e iguarias com que me deliciei durante 5 anos de residência na cidade dos tripeiros. Na Ribeira e até mesmo na Sé, agora pode-se passear sossegadamente sem levar uma única facada! Como mudam os tempos....

o gato ficou a levitar e quase do tamanho do guarda-sol... não sou eu que não sei desenhar, os gatos do Porto é que são assim!
os Clérigos em equilíbrio periclitante por trás do bairro da Sé... o pano do FCP é só para ser fiel no retrato, eu sou do Braga!!!
nunca tinha ouvido isto tocado num banjo americano!

A experiência gastronómica revivalista também não desiludiu! Não desenhei a francesinha porque fui desconcentrada pelos eléctricos a percorrer o passeio, mas desenhei as tripas (agora em estrangeiro!) e o pastel de Chaves! Mmmmmmm!...

desenha-se pior quando se está cheio de fome
o arroz ficou azul... o original era branquinho, aqui é que ficou mais portista
no Guedes já não se pode comer nada sem filas de uma hora (rais parta o Markl!), mas aqui pude reviver os meus almoços baratos de outrora

No fim, desenhei uma pequenina parte da enorme multidão que também por lá andou a desenhar a naçom! Bibó Puorto, carago!


Error

default userpic

Your reply will be screened

When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.