?

Log in

DESENHOS DE FIM-DE-SEMANA

Oct. 10th, 2016 | 10:03 pm

No sábado fomos até à Azaruja, beber uma mine num tasco onde já tínhamos desenhado antes, e desenhar também a praça de touros lá da vila:



No domingo, em S. Matias, decidi acabar finalmente um caderno, e também fazer finalmente o meu primeiro desenho panorâmico aproveitando toda a extensão horizontal do moleskine aberto. Foi pena foi a última folha ser ligeiramente mais amarela que as outras, pelo que isto em vez de desenho panorâmico parece um remendo... raios!



Mas nas costas da folha amarela ainda fui desenhar o último, mesmo último desenho do caderno! Capítulo fechado!



De volta a Évora, já ao lusco-fusco, ainda houve tempo para mais um desenho, noutro caderno que um dia destes também hei-de acabar:



E foi isto um fim-de-semana sketcher extra-oficial!

| Leave a comment {1} | Share

ENTRE A PAREDE E A PAREDE

Sep. 27th, 2016 | 09:01 pm
location: Évora

Évora é tão amuralhada que por dentro da muralha há... outra muralha! Chamam-lhe Cerca Velha, mas também é de pedra e tem casas em cima e à volta. E torres. Neste fim-de-semana de (a)Riscar o Património, andámos a desenhar a cerca. Comecei pela torre a cuja sombra gosto de estacionar o carro quando o deixo à beira do Colégio do Espírito Santo:



Ainda deu tempo para dois dedos de conversa com a minha vizinha, que ia a passar. Depois fui desenhar a torre nas traseiras do Palácio dos Duques do Cadaval [a Carla Dias ainda veio fazer um desenho comigo!], para depois dar a volta lá acima desenhar também a parte da frente (acho):



À tarde, eu e a Carmo e o Pedro começámos a chegar-nos subrepticiamente para o centro, onde ainda desenhei (já claramente à pressa, até a caneta falhou!) a torre do Salvador, ao lado dos correios:



...de caminho para o nosso verdadeiro objectivo: o pedaço de cerca que ficou cercado pela Fábrica dos Pastéis!



Naturalmente, tivemos que comer um pastel de nata. Não íamos sair de lá de barriga a abanar!

| Leave a comment | Share

DAS TRIPAS CORAÇÃO

Sep. 20th, 2016 | 09:19 pm

Voltei ao meu saudoso Porto, desta vez no âmbito de um encontro de desenhos, e ainda arrastei a minha irmã e a minha prima! Devia estar distraída com as saudades porque não me saiu um único desenho que eu dissesse "sim senhor!", mas pronto...

Chegámos já a meio do primeiro dia, portanto comecei logo a desenhar de cima da ponte (quem é que me manda atrever-me com perspectivas difíceis...) e a estrear um dos lápis e um dos cadernos que nos deram:



Depois passei para Gaia desenhar barcos -- achei que ia ser mais fácil, mas também não me saiu um que se aproveitasse:




E ainda tive também a infeliz ideia de desenhar a vista da Ribeira, que obviamente não tenho paciência para reproduzir de modo a fazer-lhe minimamente justiça:



Ainda fiz mais uma tentativa minimalista de Ribeira, misturada com outras mini-palermices, já só a fazer tempo para ir para a prova de vinhos:



À noite fomos ao festival D'Bandada, ainda conseguimos entrar no concerto do Filho da Mãe, mas era ou no bar, a ouvir sem ver e a levar com barulho e fumo, ou nos camarotes, a ver o gajo a tocar mas sem ouvir nada!!! Surreal -- devia ter desenhado também, mas estava demasiado tolhida pelo espanto.

No domingo, novo dia velho caderno, para ver se me ajeitava melhor. Nem por isso. Comecei pelos Aliados mais a Praça da Liberdade (nunca sei onde acaba um e começa o outro):




...e depois fui para a Rua da Flores, desenhar ao som de um artista de rua com um miúdo, papagaios na cabeça e um acordeão de dar à manivela a tocar músicas da Amélie:



E pronto, basicamente foi isto, mais o desenho que fiz já depois do encontro, enquanto esperávamos pela nossa boleia de volta à terrinha:



Bibó Puorto, carago!!!

| Leave a comment | Share

FELIZES PARA SEMPRE!

Aug. 9th, 2015 | 05:54 pm

Fui ao casório de uma amiga de infância. Em condições normais seria uma seca monumental e interminável, mas desde que sou urban sketcher já nem sei o que é isso. Não levei caderno porque não cabia na bolsa fina de ir aos casamentos, mas levei caneta e mini-aguarelas e aproveitei o caderninho das canções da missa. Fiz mais desenhos que nos encontros de sketchers!










Agora acho que vou oferecer o livrinho de recordação aos noivos. Já vi prendas de casamento piores! (Mas não vos preocupeis, que também dei uma prenda a sério.)

| Leave a comment | Share

TARDE NA FEIRA + DIA NA PRAIA

Jun. 21st, 2015 | 08:00 pm

Mais um importante evento ÉSk, esta vez sob o tema da Feira de S. João e S. Pedro. No ponto de encontro, à sombrinha da Igreja de S. Brás, onde a temperatura não passava dos 45 gaus, fomos fazendo o gosto ao pincel enquanto os restantes elementos se arrastavam também para lá. A estrutura da igreja acabou por se dilatar bastante com o calor enquanto eu a desenhava, portanto afinal não coube no caderno:




Na feira mesmo, só tive tempo para mais dois desenhitos, em páginas contíguas, antes de se me evaporar a água dos pincéis:




No dia seguinte, para des-derreter, impôs-se uma visita à praia:

| Leave a comment | Share

'CALIPOLENSE' NÃO VEM DO GELADO CALIPO

Jun. 8th, 2015 | 09:50 pm

Encontro ÉSk em Vila Viçosa, sob o pesado fardo da responsabilidade de os desenhos irem ser compilados numa colecção de postais a publicar pelo Museu de Arte Sacra. Para não variar, começámos por nos enfiar no primeiro café que apareceu aberto, onde aproveitei para ir aquecendo a mão:




Finalmente no museu, queria esquivar-me de desenhar as esculturas dos santos (nem pessoas normais sei desenhar, quanto mais santos!) e fui-me entretendo com colunas, instrumentos musicais e a pintura do tecto:









Ao almoço, enchemos a pança de belas (ainda que lentas) iguarias regionais:




De tarde já não consegui fugir mais aos santos, mas afinal o resultado até não me horrorizou tanto como eu inicialmente temia:






(ao menos ficaram mais bonitos que o cristo daquela velhota espanhola, ora!)

No fim ainda fomos até ao adro do santuário de Nª Srª da Conceição, onde uma irmandade de freiras brasileiras estava a fazer os seus próprios sketches sob a forma de 'tapetes de flores' (serrim) para o Corpo de Deus:




E no fim vieram espreitar os desenhos! E riram-se!

| Leave a comment | Share

CASTELOS AO SOL

May. 17th, 2015 | 09:28 pm

Encontro em Portel, com um calor do caraças portanto só se conseguia desenhar à sombra. Comecei por desenhar dois lados opostos da praça cá de baixo. Como acabei cedo e não sabia voltar sozinha para o ponto de encontro, enquanto esperava desenhei outra vez o mesmo mas só com o pincel. Quase nem se nota a diferença!





No caminho para cima, mais dois desenhos na parte de baixo e de cima de uma belíssima rua:




Finalmente, o castelo desenhado de dois ângulos diferentes, desde dentro e desde fora:




E ainda culminei a visita com umas compras no camião da fruta!

| Leave a comment | Share

ALL GARVE

Apr. 19th, 2015 | 09:14 pm

Mais um encontro nacional no Algarve, desta vez em Sives. Cometi o erro de levar apenas um caderno, onde ainda por cima a tinta da minha recém-resgatada caneta de aparo desbotava toda com as aguarelas:





Eventualmente lá voltei à minha sempre fiel edding... Após um almoço muito aguardado (eu esganada de fome e o pessoal nunca mais acabava de coscuvilhar os desenhos uns dos outros), fomos desenhar para a beira-rio -- os meus desenhos continuam muito básicos, mas tenho o mérito de ter sido a única (que eu visse) a desenhar as taínhas, que também têm direito!





No domingo, continuámos o encontro na pequenita vila de São Bartolomeu de Messines:





E ainda houve tempo para um complexo exercício de desenho cego (sem olhar para o papel) com uma série de chaminés tradicionais algarvias que se viam desde um pequeno terraço. O dono da casa visada ainda veio hostilizar-nos, pensou que estávamos a tirar apontamentos para o Estado lhe subir o IMI, mas foi só mostrar os desenhos que ele acalmou logo! Não era com desenhos destes que lhe íamos subir o valor da propriedade...



Mais um fim-de-semana em cheio!

| Leave a comment | Share

COVAS

Apr. 12th, 2015 | 08:59 pm

Mais um micro-encontro informal em Évora city. Havia feira medieval, mas fomos antes desenhar pró largo do Chão das Covas. Comecei com uma tentativa frustrada de embelezar um desenho com um bocado de sombras (ou, como há também quem lhes chame, plástico):




Depois passei para o outro extremo do Largo para desenhar o museu de metrologia (não, não é um erro ortográfico, é assim que se chama, seus parolos!)



Foi fixe!

| Leave a comment | Share

CHEIA DE GRAÇA

Mar. 22nd, 2015 | 08:53 pm

Mais um encontro associado à Rota das Igrejas, desta vez na Graça do Divor. Fui para as traseiras da missa desenhar o casario; os arquitectos que projectaram aquilo devem ter pensado "um dia hã-de vir para aqui uns urban sketchers armar aos cágados, sempre quero ver como se desenvencilham a desenhar esta telhadaria!" E faltam praí metade dos telhados e contra-telhados.




Na lateral da igreja também havia um cantinho engraçado, com umas cadeiras de centro de saúde pregadas fora duma casa. Aqui ficaram um bocado elevadas, mas no original estavam assentes no chão:




A fechar o encontro, um belo almoço de sopas tradicionais:




E no dia seguinte ainda fomos dar um passeio a Campinho:

| Leave a comment | Share